Planeta América Latina - Eventos, Promoções e Novidades!

Confira os eventos, promoções e novidades em sua cidade. Aqui, no Planeta América Latina!

Chola Pacenha, 1º desfile de moda típica boliviana em São Paulo

Chola Pacenha, 1º desfile de moda típica boliviana em São Paulo

Aconteceu em São Paulo o 1º desfile de moda boliviana "CHOLA PACENHA" - símbolo da vitória da mulher boliviana.

MERCADO BILIONÁRIO TÊXTIL PROMETE CRESCIMENTO DE 5,5% EM 2018 NO BRASIL


O faturamento do setor têxtil e de confecção deverá registrar crescimento de 5,5% em 2018, alcançando R$ 152 bilhões, projeta a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit).

Neste cenário bilionário que os matizes da moda da "Chola Pacenha" tem dado o primeiro passo histórico em Brasil, passo que deverá incentivar empresários imigrantes num nicho de mercado da moda na principal economia da região.

O desfile de moda típica boliviana, foi organizado pela jovem boliviana Sucette Alison Villalpando Lopez, que trabalha como professora infantil. O evento teve a participação especial de jovens bolivianas e descendentes de pais bolivianos, jovens que valorizam a cultura e tradições do pais de origem.


Cholitas que desfilaram no evento "Chola Pacenha 2018"

- ANGELA SERRUDO PAZ
- CARMEN ROSA
- CLEIDDI MELLISA
- CRISTAL VEGA
- DANA LAURA
- DENISSE Y. CHOQUE
- GABRIELA MAMANI
- GABRIELA MONTES
- INTI BOLIVIA
- JENNY ABIGAIL MAMANI
- JHULIZA CALLIZAYA
- MELVI GABRIELA COLQUE
- ROSARIO LIZET MAMANI
- SARA MARGOT
- SOLEDAD VARGAS
- SUCETTE VILLALPANDO LOPEZ
- YHOGASELY C. GUARACHI

O 1º desfile de moda "CHOLA PACENHA" aconteceu na noite da quinta-feira 18 de janeiro de 2018, na R. Costa Valente no bairro do Brás na cidade de São Paulo - Brasil.

 



 

A “CHOLA PACEÑA”

A mulher de “pollera” é a identidade do povo “pacenho”. Herdeira de mestiçagem, trabalhadeira, perspicaz nas sua fala cotidiana e envolvente quando tem interesse em obter algum objetivo, ela é alma da sua família, em quem concentra-se a economia da sua família (Expressão do boliviano historiador, Antonio Paredes Candia).

Falar da “chola paceña” implica em convergir com jeitos e formas de vestir que sobrevivem por mais de 500 anos e que procuram formas de fazer mais belas sua apresentação na atualidade, com seu próprio estilo de vestir, adereçando elementos que adornam, colorem, suavizam, protegtem e embelecem a imagem que desprende “la chola” na sua apresentação, acessórios da própria modernidade que hoje se tem acesso, e no passado eram restritos tão só ao uso das “damas”, “senhoras”, “senhoritas”, de vestido (de alto padrão – classe "A e B" da sociedade boliviana de epoca).


Hoje a “Chola Pacenha”, é um verdadeiro símbolo de vitória de luta de 500 anos de opressão das classes sociais na Bolívia, uma vitória das mulheres indígenas bolivianas e latino-americanas.

 


SUMÁRIO:

- CHOLA – Mulher indígena boliviana (dos andes).

- PACENHA(o) – Própria(o) da cidade de La Paz Bolívia.

- POLLERA - Tem origem nas saias das damas da elite crioula do século XIX, sobretudo de origem espanhola, e é uma saia que, com muitas variações de comprimento, tecido, cores, etc., existe como traje típico numa grande parte da América Latina, desde a Bolívia ao Panamá.

- MANTA – Na atualidade a maior parte do conjunto social da “chola paceña” cobre o torço da mulher andina por uma espécie de cachecol, no qual pode-se observar uma infinidade de desenhos bordados a mão, que na maior complexidade exige um valor mais alto na sua compra.

- SOMBRERO – O chapéu que as "cholitas" bolivianas usam também têm, como as suas saias e blusas, origem em chapéus europeus que já passaram de moda há muito tempo. A partir de 1920 começa a moda do chapéu “bombín” de “fieltro” importado por fábricas americanas, italianas, e alemãs, principalmente.

* Esta nota tão só é, uma superficial ilustração do amplo universo histórico e social da "Chola Pacenha".