Planeta América Latina - Eventos, Promoções e Novidades!

Confira os eventos, promoções e novidades em sua cidade. Aqui, no Planeta América Latina!

Imigrantes bolivianos: Realizam denúncias na (CPI) da Política de Migração

Imigrantes bolivianos: Realizam denúncias na (CPI) da Política de Migração

Imigrantes bolivianos: Realizam denúncias na (CPI) da Política de Migração, por irregularidades na Prefeitura de São Paulo na gestão do PT.


Numa (CPI) que tinha pautas politicas migratórias na Câmara Municipal de São Paulo, ganhou destaque a participação dos bolivianos na sessão de 4/4/17, denunciando irregularidades na gestão 2013 e 2016 da Prefeitura de São Paulo.

Denúncias enfatizam: irregularidades e uso de autoridade, influencias, e amedrontando de feirantes na Rua Coimbra; falta de transparência nas festas de Alasita, uso do equipamento da prefeitura na eleição de conselheiros participativos; irregularidades na organização do Fórum Social Mundial das Migrações 2016, entre outras.

As denúncias na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) foram realizadas em 4/4/2017 pelos imigrantes bolivianos René Cesar Barriento, presidente do ICUJAL (Instituto Culturas e Justiça da América Latina e do Caribe), e Robert Wilson Teran Cayoja, feirante da Rua Coimbra.

 

Reunião Ordinária da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Política de Migração  •  Nº DO EVENTO: 556/2017  •  DATA: 04/04/2017 - 11:00h  •  LOCAL: Plenário 1º de Maio   •  CATEGORIA: Comissões Parlamentares de Inquérito - CPI´s

Do planteado na (CPI) da Política de Migração de 4/4/17 podemos destacar:


- Rua Coimbra.

Sujeira, falta de segurança, além de excessos de dirigentes da Feira que acontece na Rua Coimbra não foram solucionados, mesmo com a visita do secretário Suplicy nada mudou. “A Secretaria sabia dos problemas e não fez nada. Queremos que a CPI investigue a verdade para que o imigrante tenha dignidade”, afirmou Teran.


- Eleição de Conselheiros Participativos da Prefeitura de São Paulo.

Foi denunciado também que Paulo Illes (ex-coordenador de políticas para migrantes da gestão anterior) usou o equipamento da prefeitura (ônibus) para transportar eleitores do então candidato Luiz Vasquez (ex presidente da ASSEMPBOL - Associação de Empreendedores Bolivianos da Rua Coimbra).


- Desunião da comunidade.

Segundo Barrientos a gestão de Paulo Illes, fraturou a comunidade gerando desunião dentro da coletividade de imigrantes bolivianos.


- Festa de Alasita

A festa tradicional da cultura boliviana tem sido pivô de inúmeras discussões e separação da comunidade boliviana em São Paulo, foi pauta também na (CPI) da Política de Migração.

 

Feirante Robert Wilson Teran Cayoja e o presidente do Instituto de Culturas e Justiça da América Latina e do Caribe, René Cesar Barriento, durante reunião da CPI da Migração.

 


Considerações:

A presidente da ONG Presença da América Latina, Oriana Jara, discordou das acusações feitas por Barriento e Cayoja. “A CPI não deveria ser usada para ataques pessoais, e sim para investigar possíveis irregularidades ocorridas dentro do poder público. Os imigrantes passaram a ter leis e direitos na gestão passada e somos referência para todo o Brasil”, argumentou.

O ex-presidente da Assmppbol (Associação de Empreendedores Bolivianos da Rua Coimbra), Luís Vasquez Mamani, também criticou os comentários de Barriento e Cayoja. “A regularização da feira foi feita e esse era um sonho da comunidade. A Secretaria ajudou muito nossa comunidade. Eles não têm o direito de fazer essas denúncias sem fundamento”, acrescentou.

Os bolivianos foram convidados para prestar esclarecimentos à CPI após a aprovação de um requerimento do vice-presidente da Comissão, vereador Fernando Holiday (DEM). “Vamos recomendar à relatoria [vereador Fabio Riva (PSDB)] que os depoimentos sejam encaminhados para o Ministério Público e eles avaliem se é o caso de abrir um inquérito por extorsão e investigação quanto à improbidade administrativa e prevaricação”, disse.

O presidente da CPI achou importante a presença dos bolivianos e detalhou os importantes projetos realizados pela Secretaria de Direitos Humanos durante a gestão anterior. “A CPI tem a oportunidade de ouvir as diversas entidades de imigrantes. Nos anos da gestão passada, foram desenvolvidos centros de referência e acolhimentos para os imigrantes, cursos de capacitação profissional e de português. A reclamações apresentadas por alguns bolivianos foram contestadas. É importante que a administração possa melhorar as condições em que os bolivianos realizam suas feiras e festas tradicionais. A CPI quer fazer o melhor”, disse Suplicy.

A CPI aprovou 16 novos requerimentos. Dentre eles, convites para que Paulo Illies (ex-coordenador de políticas para migrantes da gestão anterior) e a atual secretária de Direitos Humanos, Patrícia Bezerra, sejam ouvidos pelos vereadores.

 

Assista os vídeos da (CPI) da Política de Migração

 

Nº do Evento: 0660/2017
Data: 18/04/2017 - 11:00h


Nº do Evento: 556/2017
Data: 04/04/2017 - 11:00h


Evento nº 0422/2017
Data: 21/03/2017 - 11:00h

Nº do Evento: 0299/2017
Data:07/03/2017 - 11:00

Nº do Evento: 254/2017
Data: 23/02/2017 - 13:00h

Nº do Evento: 0229/2017
Data: 21/02/2017 - 12:00h


Nº do Evento: 0192/2016
Data:15/02/2017 - 13:30h

 

Com informação da: camara.sp.gov.br