Planeta América Latina - Eventos, Promoções e Novidades!

Confira os eventos, promoções e novidades em sua cidade. Aqui, no Planeta América Latina!

Mais de 8 mil estudantes matriculados na rede de ensino paulista são estrangeiros

Mais de 8 mil estudantes matriculados na rede de ensino paulista são estrangeiros

Alunos são imigrantes de 95 países; Bolívia e Japão são as nacionalidades mais recorrentes


SÃO PAULO, Brasil, 13 de janeiro de 2015 - Os 4 milhões de alunos das escolas públicas paulistas retornarão às aulas no dia 2 de fevereiro. Nos últimos anos, surgiu um novo desafio para a rede de ensino, com o aumento na procura por vagas por jovens imigrantes. Em 2014, a rede estadual de São Paulo atendeu 8,5 mil alunos estrangeiros oriundos de 95 países, de acordo com levantamento realizado pela Secretaria Estadual da Educação em 2014.

A pesquisa revelou crescimento de 10,68% comparado ao ano de 2013, quando a rede possuía 917 alunos-imigrantes a menos. Para atender aos novos alunos e aos já matriculados, a Educação orientou professores e alunos brasileiros no acolhimento aos estrangeiros, disseminando uma cultura de paz e integração em sala de aula. De outro lado, os alunos brasileiros também obtiveram a oportunidade de refletir sobre a questão dos imigrantes e conhecer um pouco dos países de onde os novos colegas são oriundos.

Cerca de 5 mil dos estudantes matriculados são nativos da Bolívia. O segundo colocado é o Japão, que registra 1126 matrículas. As escolas da capital de São Paulo são as mais procuradas. Estima-se que 53% dos estrangeiros frequentam unidades de ensino na região. Só a Diretoria de Ensino Centro agrega 24% dos alunos.


Veja infográfico com as nacionalidades dos alunos estrangeiros matriculados na rede estadual

 

"A presença de alunos estrangeiros em sala de aula contribui de forma positiva com a construção do conhecimento. Eles agregam valores nas aulas, comentando sobre as tradições do seu país de origem e até ensinando um novo idioma aos amigos de classe", diz Édina dos Santos Rosa da equipe técnica do NINC (Núcleo de Inclusão Educacional), responsável pelas questões da Educação para as Relações Étnico-Raciais.


Matrículas para estrangeiros

Até o dia 15 de janeiro, a rede estadual de ensino paulista receberá pedidos de matrículas de alunos brasileiros ou estrangeiros. O candidato deve comparecer na escola de seu interesse munido de certidão de nascimento e comprovante de residência. Estrangeiros devem incluir o passaporte como documento de identificação válido para o registro. Os alunos maiores de 18 anos que ainda não terminaram a Educação Básica também podem apresentar o Registro Nacional de Estrangeiro (RNE).



fonte: Comunicação Internacional do Governo do Estado de São Paulo