2a LIVE: Mulheres Imigrantes - Feminicídio e Violência de Gênero

Após o ótimo retorno do último debate promovido pelo CEMIR - Centro da Mulher Imigrante e Refugiada, “Mulheres Imigrantes - Feminicídio e Violência de Gênero na Pandemia”, abordando o tema a partir do contexto do Brasil.

Publicado em
2a LIVE: Mulheres Imigrantes - Feminicídio e Violência de Gênero

SERVIÇO:
QUANDO: 30 de jun às 19:00 – 7 de jul às 21:30
LINK: https://www.facebook.com/events/294870271666811/

O CEMIR organizou novas datas de debate, às terça-feiras, sobre feminicídio e violência de gênero da mulher imigrante no contexto da Pandemia, nas seguintes data:

30.06, às 19h - “Mulheres Imigrantes na AMÉRICA LATINA - Feminicídio e Violência de Gênero”

07.07, às 19h - “Mulheres Imigrantes no MUNDO - Feminicídio e Violência de Gênero”

O objetivo é dar luz e refletir sobre esta questão emblemática sobre a violência sofrida por mulheres imigrante, inviabilizadas em nossa sociedade e agravadas pela conjuntura atual.

2ā LIVE: Para o próximo debate sobre o tema, no contexto da AMÉRICA LATINA, nossas convidadas são:

Blanca Rizzo (@blancarizzodanza): Coreógrafa, bailarina performer, docente de arte. Impulso y colabora en Madres Victimas de Trata. Creó Las Mariposas AUGe-acción urbana de género-para visibilizar la trata para prostitución.

Daniela Flores Serrano (@lanegraflowers), defensora de derechos humanos, artísta y feminista. Directora general en Las Vanders (@lasvanders), organización feminista que trabaja a favor de los derechos humanos de la mujeres, niñas y personas de la diversidad sexual que atraviesan por algún proceso migratorio.

Ivonne Harvey (@ivonneharvey): Imigrante Venezuelana, experta en Procesos Formativos y en Tecnología Educativa-Consultora. Doctora en Didáctica y Organización de Instituciones Educativas de la Universidad de Sevilla. Magister en Educación y TIC de la Universidad Central de Venezuela.

Jobana Moya (@jobanamoya): Imigrante Boliviana, Humanista e ativista pela Não violência ativa e a não descriminação e fundadora da equipe de base Warmis Convergência das Culturas (@warmisimigrantes-SP).
.
Maria Acevedo: Migrante Venezolana en Chile. Socióloga. Doula. Activista por los derechos de las mujeres. Integrante de Secretaría de Mujeres Inmigrantes en Chile.

Soledad Requena (@huancavelica07): Imigrante Peruana, Feminista e Ass de Gênero do Centro da Mulher Imigrante e Refugiada CEMIR - Consultora Internacional em Gênero e Migração.

3ā LIVE: Em breve informações sobre o último debate a cerca do tema do Feminicídio e Violência de Gênero na Pandemia, no contexto da Mulher Imigrante no MUNDO (dia 07.07, às 19h). Já marque na agenda!

Mediação por Soledad Requena e moderação por Marina D'Aquino (@zazaricando), comunicadora do CEMIR, que fará a transmissão pela página do Facebook do CEMIR.

QUARENTENA SIM. VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, NÃO.

Organizado por CEMIR - Centro da Mulher Imigrante e Refugiada

Publicidade
Publicidade

Deixe um comentário