Com imigrantes, seminário em São Paulo debate trabalho ambulante em tempos de pandemia

Evento online e gratuito acontece às quartas-feiras de setembro, das 19h às 22h, com emissão de certificado para os que assim desejarem

Publicado em
Com imigrantes, seminário em São Paulo debate trabalho ambulante em tempos de pandemia

Por Rodrigo Borges Delfim
30 de agosto de 2020
Foto: Sérgio Silva/Centro Gaspar de Direitos Humanos.

O trabalho como ambulante é uma das saídas mais comuns encontradas por imigrantes para se manter economicamente no Brasil. E discutir essa realidade é um dos objetivos de um seminário gratuito que começa nesta quarta-feira (2) em São Paulo e se estenderá pelas demais quartas-feiras de setembro.

O seminário “Ambulantes e Cidade: cartografias da economia popular, tensões nos territórios, conflitos e práticas de resistência, durante a pandemia da Covid-19” vai acontecer em formato online (via plataforma Zoom) e é gratuito, com emissão de certifcado para os que assim o desejarem. Para se inscrever basta acessar este link.

A formação é promovida pelo Grupo de pesquisa Cidade e Trabalho, da USP, em parceria com o Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos, o Fórum Internacional Fronteiras Cruzadas, Fórum dos Ambulantes de São Paulo e o Laboratórios de Justiça Territorial da UFABC – LabJuta, entre outras organizações.

Além das limitações impostas pelo cenário de pandemia do novo coronavírus, os trabalhadores informais (independente da nacionalidade) já estão submetidos a uma série de dificuldades em seu cotidiano. Entre elas está a relação conflituosa com o poder público, personalizada em questões como as ações de fiscalização e entraves burocráticos.

Afinal, quem é o morador que nunca pelo centro comercial de uma grande cidade brasileira e ainda não viu trabalhadores informais tendo de correr com seus pertences após o alerta do “rapa” na área?

Trabalho informal imigrante

A questão dos imigrantes no mercado de trabalho informal será abordada mais a fundo na terceira mesa de debates do evento, no dia 16. Embora essa presença seja notada pelo menos desde o início dos anos 2000, pouco se conhece sobre as redes articuladas pelos imigrantes para exercer tais atividades.

A proposta do debate é entender e compreender o modo como os migrantes são afetados pela pandemia e pelas políticas de isolamento social, suas articulações e redes de solidariedade no contexto do comércio popular, driblando a fiscalização e repressão e construindo alternativas ao trabalho.

Entre os expositores haverá a participação da congolesa Hortense Mbuyi, que integra o Conselho Municipal de Imigrantes de São Paulo. O colegiado, criado em outubro de 2017, é ligado à Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC). Ele tem caráter consultivo e acompanha, entre outras funções, a aplicação da Política Municipal para a População Imigrante, em vigor na capital paulista desde o final de 2016.

 

Publicidade

Programação

Todas as quatro mesas do seminário acontecem às quartas-feiras de setembro, das 19h às 22h. Veja abaixo os temas de cada dia e seus debatedores

- 02/09 – Mesa 1: Controle urbano e de corpos, criminalização dos atores e violência policial
Expositores: Benedito Roberto Barbosa (Centro Gaspar Garcia, CMP), Kleber (Fórum dos Ambulantes) e Daniel Hirata (UFF); Mediação: Ana Lídia Aguiar (USP); Debatedora: Vera Telles (USP)

- 09/09 – Mesa 2: Cidade invisível: subnotificação de dados, “desaparecidos” urbanos
Expositores: Renato Abramowicz (Observatório das Remoções e LabCidade, USP), Mariana Nunes Taguti e Debora Sanches (FAU Mackenzie), Maíra Vanuchi (StreetNet – Unicab); Mediação: Sidney Jard (UFABC); Debatedor: Luiz Kohara (Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos)

- 16/09 – Mesa 3: Trabalho ambulante na Pandemia e migração
Expositores: Bruno Durães (UFRB), Cesar Colia (COEBIVECO), Hortense Mbuyi (Conselho Municipal dos Imigrantes); Mediação: Karina Quintanilha (Unicamp / Fórum Internacional Fontié Ki Kwaze – Fronteiras Cruzadas); Debatedor: Lindomar Albuquerque (Unifesp)

- 23/09 – Mesa 4: Mobilidades urbanas, novos arranjos da economia popular e redes de apoio
Expositores: Carlos Freire (UFG), Maria dos Camelôs (Unicab – RJ), Luciana Itikawa (FMU – Wiego); Mediação: Francisco Comaru (UFABC); Debatedor: Fernando Rabossi (UFRJ)



*Venha ser parte do esforço para manter o trabalho do MigraMundo! Veja nossa campanha de financiamento recorrente e junte-se a nós: https://bit.ly/2MoZrhB

*Gostaria de receber notícias do MigraMundo diretamente em seu WhatsApp? Basta acessar este link e entrar em nosso grupo de distribuição de conteúdo.

Publicidade

Deixe um comentário