Faleceu aos 71 anos José Ortiz Dorado, mais conhecido como JOSÉ BOLÍVIA

Foi a diabetes que cobrou a vida do embaixador cultural boliviano no sábado (21) de dezembro na cidade de La Paz na Bolívia.

Publicado em

José Ortiz Dorado (José Bolívia) nasceu um (03) de junho de 1948 no centro mineiro de Pulacayo - Potosi (próximo ao Salar de Uyuni), filho de pai mineiro peruano e mãe boliviana, eram quatro os filhos da família. Casado com a boliviana Íris Davalos (dançarina e artista plástica), foi o Heraldo e desbravadores de espaços para a promoção do folclore boliviano em território brasileiro.  
 
José, chega no Brasil no ano de 1970 trabalhando por alguns meses como pedreiro, porem a arte do folclore boliviano falou mais forte dedicando seu tempo como músico das melhores churrascarias paulistanas da época. Já o nome artístico "José Bolívia" nasce nessas incursões nas churrascarias paulistanas, onde era conhecido principalmente pela interpretação do tema "El Condor Pasa".


Entrevista realizada em 2018
 

José Bolívia fundou o grupo "Raza India" no ano de 1976, uma forma de potencializar a promoção do folclore boliviano na "Cidade da Garoa", chegando a dividir o palco com artistas do cacife de " Chico Anysio, Silvio Santos, Jair Rodrigues, Alcione, Roupa Nova, entre outros".
 
Sem deixar de lado a interpretação do folclore boliviano, José trabalhou por 42 anos no consulado boliviano na capital paulista, concluindo este ciclo no ano de 2017 retornou para a cidade de La Paz na Bolívia.


Entrevista realizada em 2012
 

Já novamente na terra natal, José dedicou-se junto a sua esposa Íris na fabricação de artesanato boliviano e produção das bonecas Barbies (vestidas com a diversas roupas do acervo folclórico boliviano), trabalho que abriu uma relevância de importância no nicho da exposição cultural boliviana.


A Wiphala representatividade do kollasuyo merece respeito!Nota veiculada no Bolívia Cultural e Planeta América Latina em 2019


A comunidade boliviana hoje é a maior entre os imigrantes latino-americanos no Brasil sendo uma comunidade de grande fortaleça cultural, tem muito a agradecer ao trabalho do José Bolívia, como verdadeiro embaixador do folclore boliviano no Brasil e o mundo. 

Deixe um comentário