Museu das Favelas e o das Culturas Indígenas em SP

A cidade de São Paulo vai receber dois novos museus em 2022: o Museu das Favelas e o Museu das Culturas Indígenas. As duas instituições fazem parte de um projeto de colocar a diversidade e a representatividade cada vez mais em pauta.

Publicado em
Museu das Favelas e o das Culturas Indígenas em SP

Nicole Castilho
10 de janeiro de 202

O Museu das Favelas vai ocupar o Palácio dos Campos Elíseos, antiga sede do governo de São Paulo. O projeto contou com parceria da CUFA (Central Única das Favelas) que atua em cerca de 5 mil comunidades em todo o país. Assim, o espaço de mais de 8.000m² contará com uma exposição interativa de longa duração e exposições temporárias. Oferecerá, também, bibliotecas, auditórios e ambientes dedicados à pesquisa. Além disso, abrigará um centro de empreendedorismo com coworking, projetos de de formação e capacitação e, por fim, programas de aceleração de startups. A inauguração da instituição em São Paulo deve ocorrer em junho.


Projeto 3D do Museu das Favelas. Fonte: Site oficial do Governo do Estado.

 

Já o Museu das Culturas Indígenas vai se localizar no Complexo Baby Barioni, ao lado do Parque da Água Branca. Esta instituição, aliás, tem parceria com o Instituto Maracá e lideranças indígenas. Sendo assim, para a abertura com previsão para março, ocorrerá uma exposição em homenagem ao artista, curador, arte-educador e ativista macuxi Jaider Esbell, que morreu aos 42 anos em novembro do ano passado. O novo Museu de São Paulo vai ocupar, portanto, um edifício de 7 andares e vai contar com exposições de longa e curta duração, centro de pesquisa, auditório e reserva técnica.

fonte: clickmuseus.com.br

VEJA TAMBÉM

Técnica campeã da São Silvestre 2021 incentiva denunciar a violência contra mulheres
Mulher policial (GCM) pede para as imigrantes denunciar a violência contra elas

Publicidade
Publicidade

Deixe um comentário