A Feira de ALASITA recebeu a Sec. de Direitos Humanos da Prefeitura de São Paulo

Ana Claudia Carletto, Secretária Municipal de Direitos Humanos e Cidadania do Município de São Paulo, visitou a Feira da abundância na sexta-feira 24 de janeiro.

Publicado em

A secretária Ana Claudia Carletto visitou a Feira da abundância na sexta-feira 24 de janeiro.

Ana Claudia Carletto (Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania), Luiz Alvaro Salles Aguiar de Menezes (Secretário Municipal de Relações Internacionais) - foto Bolívia Cultural.


Conhecedora da tradição Ana Claudia agradeceu a chuva como uma bença às “Alasitas” (miniaturas dos desejos) tão importante na tradição andina boliviana.   
  
A secretária foi porta-voz do Prefeitos Bruno Covas que entende a importância da multiculturalidade deste tipo de eventos, já que São Paulo é uma cidade construída pelas mãos dos imigrantes é para eles que são abertas as portas, estendem-se as mãos, além de prestigiar este tipo de eventos culturais e religiosos. Também lembrou o artigo publicado no jornal em que o Prefeito declara que São Paulo é a capital dos direitos civis e dos direitos humanos. 
 
A secretária Ana Claudia Carletto, finalizou afirmando que a prefeitura de São Paulo está de portas e corações abertos a toda população.

Marcelo Laura (Presidente da Feira Kantuta), Ana Claudia Carletto (Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania), Jennifer Anyuli Pacheco Alvarez (Coordenadora de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente), Luiz Alvaro Salles Aguiar de Menezes (Secretário Municipal de Relações Internacionais), Ronald Soto (Presidente da ASSEMPBOL). foto - Bolívia Cultural.


Foi destaque no palco principal da ALASITA 2020 a entrega da homenagem a Secretária Ana Carletto com o Certificado de Promotora da Cultura Andina no Brasil.

Na oportunidade foi homenageada também Jennifer Anyuli Pacheco Alvarez, Coordenadora de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente da Prefeitura de São Paulo, pelo trabalho dedicado e constante com a comunidade imigrante na cidade.  

Em 2017 "La Alasita", festa da miniatura onde os bolivianos adquirem pequenos bens com a ilusão de que se farão realidade, foi declarada Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e Cultura (UNESCO).  
  
A festa de AL 2020 em SP, aconteceu na sexta-feira (24) de janeiro no Parque Dom Pedro II, com um público rotativo de (30 mil) pessoas entre imigrantes bolivianos (na sua maioria) e uma boa participação de cidadãos paulistanos que vem prestigiando ano traz ano a festa boliviana da abundância.  
  
O evento faz parte do calendário de eventos da cidade de São Paulo. Organizado pelas associações Feira Kantuta e ASSEMPBOL. 

Deixe um comentário