Guia traz dicas e sugestões de fontes para jornalistas e comunicadores sobre migrações

Jornalistas e demais envolvidos com comunicação contam com um novo apoio na hora de abordar a temática migratória: o “Migrações, Refúgio e Apatridia – Guia para Comunicadores”, lançado nesta sexta-feira (3) durante evento em São Paulo. Além da versão impressa, distribuída durante o evento, o guia também conta com versão online, que pode ser baixada nesta matéria.

Publicado em
Guia traz dicas e sugestões de fontes para jornalistas e comunicadores sobre migrações

Publicação da qual o MigraMundo é coautor já está disponível para download

O guia sobre migrações, que tem o MigraMundo como coautor, foi produzido em parceria com o IMDH (Instituto Migrações e Direitos Humanos) e a ONG FICAS, com apoio da Fundación Avina e do ACNUR (Alto Comissariado da ONU para Refugiados).


Exemplares de "Migrações, Refúgio e Apatridia - Guia para Comunicadores", do qual o MigraMundo é coautor. Crédito: Divulgação

DOWNLOAD AQUI

Em 40 páginas, a publicação tem como objetivo oferecer uma contribuição à geração de conteúdo e à disseminação de informação sobre migrantes, incentivando uma abordagem empática e comprometida com os fatos.

Esses foram justamente os elementos destacados pelos participantes do evento, que contou com a presença de jornalistas, pesquisadores, integrantes da sociedade civil e do poder público, e do Sistema ONU.

“O evento foi muito revelador da importância de termos uma ferramenta que ajude a visibilizar novas narrativas acerca da situação das pessoas em situação de migração”, destaca Rogenir Costa, coordenadora programática da Fundación Avina no Brasil.

Sala lotada no FICAS para o lançamento do guia sobre migrações.
Crédito: Divulgação/FICAS

Os participantes fizeram ainda sugestões para uma próxima edição do guia sobre migrações, que já está em estudo, como a inclusão de novas instituições que atuam com a temática e o aprofundamento de alguns tópicos apresentados.

“Esse guia é como uma semente, que por cair em terreno fértil vai gerar bons frutos”, destacou a Irmã Rosita Milesi, coordenadora do IMDH, fazendo uma alusão a uma famosa passagem da Bíblia – a parábola do Semeador.

Milesi aponta ainda que o guia convida o leitor a buscar mais informações sobre migrações, gerando proximidade e qualificando o debate. “Proximidade cria novas percepções. E isso nos enriquece.”

FONTE: migramundo.com

Por MigraMundo Equipe
Em São Paulo

Deixe um comentário