Empresa auditora assinala que o processo eleitoral boliviano está - Viciado de nulidade.

O gerente de Ethical Hacking, Álvaro Andrade, falou em entrevista para a TVU, que foram identificadas "vulnerabilidades" anteriores às eleições, que não foram solucionadas. Não usou a palavra fraude, porem assinalou que não foram levados bem os processos.

Publicado em

Deixe um comentário