Exposição fotográfica retrata a religiosidade e folclore boliviano na Terra da Garoa

A Exposição “Migração Boliviana em São Paulo” do fotografo boliviano Eduardo Schwartzberg, vai até 11 de novembro de 2021, no Centro Cultural Penha, no largo do Rosário.

Publicado em

As imagens em preto e branco surfam entre a religiosidade, folclore, e crescimento econômico dos bolivianos na cidade de São Paulo. Segundo Eduardo Schwartzberg, o "Chexe" palavra aymara que condiz com o negro, o cinzento expressa um sentimento humano intrínseco da história dos imigrantes que gira em torno à Virgem de Copacabana (padroeira da Bolívia).

Exposição fotográfica retrata a religiosidade e folclore boliviano na Terra da Garoa

Olhar fotográfico

Leonor Hils, fotografa que trabalha com a comunidade imigrante boliviana, além de fotografar já foi dançarina junto as fraternidades de dançarinos bolivianos, nas danças do "Caporal, e Morenada", esta segunda principal motivadora do folclore aqui na cidade de São Paulo. Leonor enfatizou a beleza das fotos que ilustram tudo aquilo que ela como brasileira tem experimentado dentro da comunidade boliviana.

Gerações de fé e cultura da Bolívia em São Paulo.

A jovem Dana Laura, traz consigo a cemente cultural dos pais bolivianos, Dana se vê representada nas fotos já que foi participe d muitos momentos representados na exposição.

EDUARDO SCHWARTZBERG

O fotografo boliviano é formado em Sociologia pela "Universidad Mayor de San Andrés", começou na fotografia a partir de seu interesse como instrumento analítico. Trabalhou como fotojornalista para o jornal "La Razón" da Bolívia. Já́ publicou em diversos jornais da Bolívia além de diversos sites do Brasil e de outros países. O trabalho do autor também faz parte no livro "Principio Potosi Reverso", patrocinado pelo Museu Reina Sofía da Espanha.

A exposição que se apresenta foi publicada pela Revista de Ciências Sociais da Universidade FLACSO do Equador, edição 62, sendo uma delas a capa do livro. Eduardo Schwartzberg é diretor do jornal "La Puerta del Sol" desde o ano 2017.

Exposição fotográfica retrata a religiosidade e folclore boliviano na Terra da Garoa

Publicidade

Deixe um comentário