Marcelo Moreno volta à elite do futebol mundial das mãos de Cerro Porteño

O atacante boliviano, artilheiro das Eliminatórias FIFA Catar 2022, deixa o Cruzeiro e assina com o último campeão paraguaio para jogar a Libertadores.

Publicado em

Juan Lopesino
10 de febrero de 2022 22:47 CET

Marcelo Moreno Martins, que completará 35 anos em junho, retorna à elite do futebol sul-americano após sua chegada ao Cerro Porteño, campeão no Paraguai no final de 2021 e que busca formar um elenco competitivo para a Copa Libertadores que já começou. O atacante boliviano brilhou nas Eliminatórias, onde é o artilheiro, e agora buscará seu grande desafio final para culminar uma formidável carreira.

Marcelo Moreno volta à elite do futebol mundial das mãos de Cerro Porteño

A trajetória de Moreno Martins

Em nível de clubes, a última grande campanha de Moreno Martins foi em 2014, muito tempo se passou desde que brilhou no Brasileirão com o Cruzeiro ao marcar 15 gols, o melhor número de sua carreira em uma única temporada. Depois foi para o Grêmio, onde mal participou de alguns jogos pelo clube estadual gaúcho e depois assinou pelo Changchun Yatai. Lá ele também deixou bons números de gols, mas depois foi transferido para o Wuhan FC para jogar na segunda divisão do país asiático, uma jogada sem sentido em nível esportivo.

Em seu último ano na China também jogou na segunda categoria, mas no Cangzhou Mighty Lions, clube que agora disputa a Superliga com bons resultados. Depois dessa exótica experiência, voltou ao Cruzeiro em baixa hora. Nem em 2020 nem em 2020 foi o artilheiro do seu nível e Raposa não conseguiu lutar pelo retorno ao Brasileirão. Agora ele está se desvinculando do clube mineiro para assinar por um dos grandes clubes históricos do continente.

O que espera em Cerro Porteño

Em Cerro Porteño Marcelo Moreno terá que manter um nível muito alto para disputar a posição com Robert Morales, artilheiro da equipe em 2021, e as eternas promessas de Sergio Díaz e Fernando Ovelar.

O boliviano trará a experiência que Mauro Boselli teve na temporada passada no Ciclón, que saiu para jogar pelo Estudiantes. O número de minutos que ele poderá somar dependerá de Moreno Martins. Se mostrar o nível que lhe resta com a seleção, não terá problemas em começar numa dupla em que se possa adaptar bem com jogadores de grande mobilidade. Por outro lado, se oferecer o mesmo que nas duas últimas campanhas no Brasil, dificilmente será um futebolista que aparece em momentos específicos para buscar o gol nos minutos finais.

fonte: as.com/futbol

VEJA TAMBÉM
Robinho é condenado a 9 anos de prisão por estupro coletivo na Itália
Mulher policial (GCM) pede para as imigrantes denunciar a violência contra elas

Publicidade
Ônibus com bolivianos é atingido por carreta e deixa 4 mortos e um ferido na MS-040
Publicidade

Deixe um comentário