Sopa de carachi ou wallakue - Desde o Lago Titicaca para o mundo.

Iguaria típica dos povoados em torno ao Lago Titicaca, fronteira entre o Peru e a Bolívia.

Publicado em

Normalmente se utilizam alguns peixes que vivem no lago denominado "Karachi" ou "Qarachi" (um peixe de aproximadamente 10 a 15 cm de comprimento e que tem muitas escamas no setor da cabeça mas seu sabor é incomparável); esse peixe supostamente tem propriedades curativas para a cabeça de quem o come.

Atualmente o wallake é preparado não só com "Karachi", mas também com "Pejerrey", "Truchita" ou mesmo um peixe de carne um tanto doce que também vive no lago: o "Mauri". Wallake tem um ingrediente importante que lhe dá sabor e é chamado de "Koa" é um arbusto do planalto andino cujas folhas lembram cominho e tem um cheiro muito forte.

Os ingredientes para três pessoas são (com "Karachi" ou outro peixe):

- 9 Karachis.
- 2 cabeças de cebola, raspadas ou picadas finamente.
- 2 dentes de alho moídos.
- 2 colheres de sopa de pimenta amarela moída.
- 1 colher de chá de cominho.
- 1 raminho de Koa.
- 9 batatas descascadas e bem lavadas.
- 1/2 quilo de chuño embebido.
- Sal a gosto.

Numa panela frite a cebola ralada com o alho amassado, o pimentão amarelo e o cominho com um pouco de azeite (mexa sempre) por cerca de 5 minutos. Adicione dois litros de água fervida ao acima e acrescente o sal a gosto e o raminho de Koa bem lavado, espere cerca de 15 minutos. Adicione o peixe e cozinhe por cerca de 5 a 10 minutos, o cozimento do peixe é rápido e pode ser desfeito. Em outra panela, cozinhe as batatas com sal a gosto. Em outra panela o chuño com sal.

Para servir: três batatas são servidas por pessoa, junto com o chuño dividido igualmente em três partes. Pegue três peixes por pessoa e faça o caldo.
Esta receita é simples e seu preparo leva no máximo 30 minutos.

Fonte: Saborcito Boliviano

CAMI - Live América Indígena: Identidades e Resistências

Publicidade
CURSO - Empresas e Direitos Humanos 4420

CURSO - Empresas e Direitos Humanos

O curso tem o objetivo de reconhecer a importância da participação das empresas na promoção e no respeito aos direitos humanos, sob a perspectiva de participação conjunta com...

Deixe um comentário